Comunicação ›› Notícias

  • 25/08/2020

COVID-19: Itália exige novos requisitos de entrada/permanência

O governo italiano impôs novas exigências à entrada no país.


As pessoas que entram em Itália depois de terem permanecido ou mesmo transitado, nos últimos 14 dias, em países como Espanha, Croácia, Grécia e Malta, devem:

a)   apresentar declaração em como nas 72 horas anteriores à entrada naquele território foram submetidas a teste de COVID-19 com resultado negativo,

ou em alternativa

b)   submeter-se a um teste molecular nas 48 horas após a entrada no território italiano.

 

Os motoristas afetos ao transporte internacional que permaneceram, transitaram ou viajaram dos países acima referidos estão isentos dessas limitações, mas devem provar que entram em território italiano por motivos de trabalho, devendo para o efeito:

1.   Apresentar o certificado de motorista internacional (já estava em uso antes, ver link para o mesmo aqui)

2.   Preencher uma autodeclaração no modelo em italiano (modelo em versão inglês para apoio no preenchimento) antes de entrar em Itália.

 

Todavia, os motoristas profissionais só podem permanecer em Itália por um máximo de 120 horas, ou 36 horas se em trânsito. Ultrapassados estes períodos, terão de deixar o país ou entrar em quarentena.


« voltar